EXPANDABLE AREA
Use all default WordPress shortcodes or bring the area to life with custom shortcodes.

Products

Latest Posts

    Go to Blog

    Latest Dribbble Shots

    Loading dribbble images...
    Follow us on Dribbble

    Top Rated Products

    ... and much, much, more ...
    BUY BOLDIAL NOW

    SERIAL POR NATUREZA

    July 21, 2016 by in category Uncategorized with 0 and 0
    Home > Blog > Uncategorized > SERIAL POR NATUREZA

    SERIAL_POR_NATUREZA

    Ele sempre sonhou em ter uma empresa, motivado pela vontade de encontrar um nicho de mercado e fazer diferente. Agora, quer abrir várias startups e contribuir para a solução de problemas que afetam a sociedade

     

    PRINCIPAIS RAZÕES PARA ABRIR UMA EMPRESA

    28%   Sempre tiveram vontade de ter seu próprio negócio

    27%   Viram uma oportunidade de mercado

    16%   Queriam solucionar um problema e melhorar o mundo

    13%   Queriam trabalhar em algo de que gostam

    7%     Queriam ganhar dinheiro

    6%     O negócio começou como diversão ou hobby e se tornou uma boa oportunidade

    2%     Decidiram empreender depois de serem demitidos

     

    DE ONDE VEIO O DINHEIRO

    Recursos próprios 78%

    “O empreendedor que investe recursos próprios toma as suas próprias decisões. Ele coloca tudo em jogo por causa de uma visão. Valorizamos isso nas empresas em que queremos investir.” >> Francisco Jardim, sócio fundador do fundo SPVentures

     

    Familiares e amigos 23%

    “Obter recursos emprestados de conhecidos gera um compromisso forte do empreendedor. Mas isso também pode levar ai conservadorismo.” >> Francisco Jardim

     

    Empréstimos em banco 8%

     

    Investidor-anjo 8%

    “Há muito espaço para o aumento do investimento-anjo no Brasil. É importante que haja mudanças na legislação para reduzir os riscos.” >> Felipe Matos, do Start-UP Brasil

     

    Programas do governo 6%

    “O poder público tenta fomentar as startups, mas tem dificuldades para operacionalizar essas ações. Uma solução seria criar fundos de coinvestimento, em que o anjo fizesse um aporte e o governo investisse junto.” >> Cassio Spina, da Anjos do Brasil

     

     

    O QUE MOVE UM FUNDADOR

    Ele quer usar o negócio digital para criar impacto

    FAZER DO SEU JEITO

    Para boa parte dos entrevistados, a vontade de abrir um negócio está relacionada ao desejo de ter experiências diferentes das vividas no mercado de trabalho. “ Muitos tiveram passagens traumáticas por outras empresas. Eles querem construir um lugar bom para trabalhar”, diz Frederico Lacerda. Da 21212.

    MUDAR O MUNDO

    Resolver um problema da sociedade ou aproveitar uma oportunidade de mercado são as motivações de 43% dos empreendedores. “Esses fundadores acreditam que podem fazer melhor do que os negócios que já estão no mercado”. Afirma Lacerda. Startups que começam com essa determinação têm alto potencial de crescimento, diz.

    ENCONTRAR UM PROPÓSITO

    Enquanto 13% disseram que queriam trabalhar com algo de que gostam, apenas 7% afirmaram que o dinheiro foi a principal razão para montar a startups. “As pessoas estão conscientes de que os ganhos financeiros são devem estar em primeiro lugar”. Diz Juliano Seabra. Da Endeavor. “Se o negócio faturou R$ 1 milhão com 10% de margem de lucro, esses R$ 100 mil servem para reinvestir na empresa a bancar o empreendedor. Não é muito.”

     

    VALOR DO INVESTIMENTO INICIAL

    89%     Até R$ 100 mil

    8%       Até R$ 500 mil

    2%       Até R$ 1 milhão

    1%       Mais de R$ 1 milhão

     

    PIRÂMIDE VISRTUAL

    Os negócios digitais geralmente pedem investimentos iniciais mais baixos, pelo menos até a fase de validação. Além disso, a maioria começa com capital próprio e a poupança pessoal costuma ser menor. “Os números refletem o tamanho dos negócios digitais, que normalmente seguem o formato de uma pirâmide:

    Há muitos projetos de pequeno porte, alguns de médio e poucos de grande porte”, diz Felipe Matos, do Start-Up Brasil.

     

    16%   Das empresas Pesquisadas Receberam Aportes

     

    VALOR DO APORTE

    38%       Até R$ 100 mil

    42%       De R$ 100 mil a R$ 500 mil

    5%         De R$ 500 mil a R$ 1 milhão

    14%       De R$ 1 milhão a R$ 5 milhões

    1%         Mais de R$ 10 milhões

     

    PEQUENAS APOSTAS

    “Os investidores-anjo costumam aportar de R$ 250 mil a R$ 500 mil em cada empresa. Isso tem a ver com a disponibilidade de capital: o investidor não é multimilionário” >> Cassio Spina, da Anjos do Brasil

     

    É SÓCIO DE OUTRA EMPRESA

    Não                                                                 67%

    Sim, de mais um negócio                           25%

    Sim, de outros dois negócios                      6%

    Sim, de outros três ou mais negócios       2%

     

    PRETENDE ABRIR MAIS UMA EMPRESA

    44% Sim, dentro do ramo em que já atua

    43% sim, porém em ramo diferente

    13% não

     

    EMPREENDEDOR SERIAL

    87% dos entrevistados afirmam que querem abrir outra empresa no futuro, no mesmo segmento em que atuam ou em área diferente. o dado mostra que, apesar das dificuldades, esses empresários abraçam o empreendedorismo “Na startup, eles experimentam um estilo de vida associado a autonomia, liderança, flexibilidade e geração de impacto. É muito difícil voltar para a rotina dos empregados depois de tudo isso” diz Felipe Matos, do programa Start-Up Brasil.

     

    30% Dos Entrevistados Tiveram Outra Empresa, Mas Esta Fracassou e Foi Fechada

     

    MOTIVOS DO FIM DA EMPRESA

    Falhas na execução                                       27%

    Falta de capital                                              21%

    Desavenças entre os sócios                         18%

    Falta de experiência em finanças               12%

    Falta de mercado                                             9%

    Concorrência com grandes empresas          8%

    Falta de apoio para o projeto                        5%

     

    ERROS DO PASSADO

    Problemas com fluxo de caixa, previsões equivocadas e decisões tardias estão entre as falhas de execução capazes de provocar o fechamento de uma startup. “Esses erros refletem a inexperiência dos empreendedores”, diz Juliano Seabra, da Endeavor. A falta de capital – o segundo maior motivo do fracasso – também mostra o baixo preparo. “Cinco anos atrás, havia menos capital disponível, hoje, o nível de acesso é muito superior. O fundador precisa buscar esses recursos”, afirma Seabra. As desavenças entre os sócios – o terceiro motivo – surgem quando os parceiros não compartilham valores, segundo Frederico Lacerda, da 21212. “Grande parte se conhece há pouco tempo. É preciso ter um objetivo em comum para sobreviver ás dificuldades.”      

     

    Texto: Mariana Iwakura
    2/5

     

    Add comment

    PROUDLY POWERED BY WORDPRESS ~ CREATED BY ISHYOBOY.COM